Cada vez mais, nos dias atuais ouvimos falar sobre dependência química, suas consequências físicas, emocionais e até psicológicas, seus diversos tratamentos, mas infelizmente muitos desconhecem o que realmente se enquadra como dependência e acaba por não procurar ajuda ou muitas vezes quem está a sua volta vendo o que acontece considera tudo aquilo uma fase e que logo passara, mas devemos sempre estar atento e sempre que possível oferecer, buscar, ajuda, sabemos que esse é um tema bem delicado e nem sempre as pessoas estão totalmente informadas, o que se conhece é o básico.

No mundo em que vivemos, muito se fala em tratamentos para esse tipo de dependência, mas nem sempre a pessoa tem acesso a esses tratamentos de forma informativa para no momento que precisar, saber quem e onde procurar, muitos tratamentos são pagos, mas também podemos encontrar alguns tratamentos em instituições parciais ou totalmente gratuitos.
Alguns tipos de tratamentos para dependência química

Existem vários tipos de tratamentos, os principais são:
Médico: geralmente é o psicólogo ou psiquiatra quem acompanha o tratamento, pois muitos dependentes desenvolve a dependência por já sofrerem de alguma doença como a depressão e ansiedade, nessa especialidade o profissional acompanha o desenvolvimento, prescreve medicamentos e se necessário encaminha para outras especialidades.

Grupo de autoajuda: AA (Alcoólicos Anônimos) NA (Narcóticos Anônimos) são grupos de ajuda formado por voluntários, onde os dependentes discutem e compartilhar sua historias e superação, o tratamento segue a base dos 12 passos e é gratuito.
Internação em comunidade terapêutica: o local geralmente é um sitio ou fazenda, onde o dependente fica internado de três a nove meses, para o tratamento funcionar é necessário a participação do dependente, da família e dos profissionais responsáveis, o tratamento baseia-se no trabalho, na religião e na autoajuda.

Dependência física e dependência psicológica
Existe a dependência física e a psicológica, a pessoa pode desenvolver uma das duas ou ambas. Para entender melhor ou conseguir identificar:

Dependência física: é quando a pessoa sente sintomas pelo uso ou falta das drogas, e isso ocorre desde substancias inofensivas como café até as psicoativas como a cocaína.
Dependência psicológica: é quando a pessoa não tem a necessidade física da substancia, mas tem o desejo mental do uso, um exemplo disso é a maconha que não contem substancia física viciante, mas quem fuma desenvolve o desejo mental de uso diário, o que acaba afetando suas vidas de forma negativa.
Toda dependência química tem tratamento, alguns desses tratamentos são de baixo e alto custo.

Fonte: Clinicas de Recuperação Brasil

FacebookTwitterGoogle+PinterestTumblrLinkedInBlogger PostGoogle GmailWhatsAppPrintShare