Pesquisador do Canadá busca respostas para desvendar a maldade e a crueldade do homem. De onde vem? Quais as razões? Leia o artigo!

Às vezes, nos perguntamos por quais razões, aparentemente, algumas pessoas são mais propensas a cometer atos de crueldade do que outras. Seria algo relacionado à genética, ao ambiente em que a pessoa vive ou, como pensariam os religiosos, seria obra de alguma entidade do mal?

Em busca de respostas para estas complexas perguntas, o pesquisador Delroy Paulhus, da Universidade de British Columbia, no Canadá, decidiu ir a fundo nos mistérios das “dark personalities” (personalidades obscuras) que vivem entre nós e até mesmo dentro de nós.

Paulhus não concentrou seus estudos apenas em psicopatas e assassinos, mas também em quem pratica bullying em escolas, os trolls (na internet) e também em pessoas de cargos de comando, como políticos e policiais.

Tríade obscura

De acordo com o pesquisador, existe uma tríade obscura, que nem sempre opera conjuntamente nas pessoas. São traços do caráter que influenciam nos diferentes graus de crueldade. As características seriam a vaidade – pessoas incrivelmente vaidosas e egoístas que atacam tudo e todos para proteger sua auto-estima -, o maquiavelismo (manipuladores frios) e a psicopatia (os que são insensíveis e imunes aos sentimentos dos outros).

Paulhus acredita que tanto o narcisismo como a psicopatia podem ter causas genéticas. Contudo, o maquiavelismo, de acordo com ele, é algo que, provavelmente, se aprende com a convivência com outros seres humanos em sociedade.

maldade

Sex appeal dos anti-heróis

O cientista ressalta ainda que em nossa cultura existe um “sex appeal” em relação aos chamados anti-heróis da cultura popular, como James Bond, Batman ou Magneto. Além disso, haveria também uma conexão entre os “malvados” serem pessoas “da noite”, ou seja, do tipo que dorme tarde e tem dificuldades em acordar cedo. Eles também correm mais riscos e são mais manipuladores além de narcisistas.

Em suas pesquisas, no entanto, o pesquisador ainda encontrou um sub-tipo do traço de caráter “da maldade”, que é o “sadismo do dia a dia”. São pessoas que gostam de provocar dor nos outros e sentem prazer com isso. No caso, o pesquisador considera que esse tipo de comportamento está diretamente relacionado com a ação dos trolls, aqueles usuários da internet que adoram provocar os outros com comentários polêmicos e fazem de tudo para vencer uma discussão, causando raiva nos demais.

Polícia e de agências militares

Este “levantamento da maldade” realizado Paulhus está atraindo a atenção da polícia e de agências militares, que desejam investigar pessoas que abusam de sua posição de poder por simples prazer. No entanto, sabe-se que quem ocupa o cargo de primeiro-ministro terá que ser duro e também irá ferir os egos de muitas pessoas ao seu redor para impor suas causas. No caso, as personalidades obscuras também podem ser usadas para fins considerados justos, pois algumas de suas características dão a confiança necessária para que os objetivos sejam alcançados. Afinal, como diz o pesquisador, não adianta ser bonzinho e ficar em casa, pois nada vai acontecer. Talvez todos nós tenhamos um pouco da personalidade obscura em nosso caráter.

Você quer ser feliz? Para sermos felizes precisamos abrir mão de alguns hábitos, pensamentos, da maldade e da crueldade. 

Leia o artigo:

Fonte: BBC

Extraído de: http://www.seuhistory.com/noticias/somos-todos-anti-herois-estudo-tenta-desvendar-maldade-e-crueldade-do-ser-humano

FacebookTwitterGoogle+PinterestTumblrLinkedInBlogger PostGoogle GmailWhatsAppPrintShare