O uso de maconha durante a gravidez afeta a gestação e pode prejudicar também o leite materno durante a amamentação! Saiba o que acontece com o uso de maconha durante a gravidez e a amamentação!

 

Uso de maconha durante a gravidez

Os médicos recomendam que as mulheres grávidas não usem nenhum tipo de drogas inclusive álcool e tabaco, porque o  seu consumo pode afetar o desenvolvimento do feto ainda no útero.

Alguns estudos científicos indicam que os bebês de mães que fumam maconha nascem pesando e medindo menos e com cabeças de menores dimensões que os bebês de mães que não usam drogas. Os bebês menores têm maior tendência para sofrer problemas de saúde.

Outros estudos descobriram que os efeitos da maconha nos bebês são similares aos que são vistos na síndrome fetal pelo álcool. Também há evidências de que crianças de mães que fuma maconha podem apresentar problemas no sistema nervoso.

 gravidez

 

Uso de maconha durante a amamentação

A mãe que fuma maconha passa o THC para seu filho através do leite materno. Isto é delicado, porque a concentração do THC no leite materno é muito maior que aquela que se encontra no seu sangue. Um estudo indicou que o uso da maconha durante o primeiro mês de amamentação pode causar prejuízos no seu desenvolvimento motor (controle dos movimentos).

Busque ajuda!

Muitas vezes, devido ao consumo do álcool e/ou droga, o usuário coloca em risco aspectos importantes de sua vida, tais como família, emprego, saúde. Além disso pode não perceber os problemas decorrentes deste uso ou mesmo negá-los. Nesses momentos, não é raro os membros da família apresentarem sentimentos de raiva ou impotência frente ao usuário ou a situação.
Essas ocasiões deveriam se transformar em buscas de ajuda em unidades de saúde, conversas com um profissional e pessoas de referência na sua comunidade, adesão a grupos de ajuda e cursos.

Dependência Química:Como lidar?


Para lidar com um dependente químico, primeiro é preciso conhecer a doença, os sintomas de abstinência, a prevenção de recaídas e as questões psíquicas e emocionais que envolvem a dependência química.

A família é parte importante na recuperação do dependente químico!

 


Busque informações corretas sobre as drogas, pois os filhos deixam de acreditar no que os pais dizem quando percebem que as informações repassadas não correspondem à realidade.
Aqui você encontra alguns cursos completos sobre como lidar com a dependência química, e assim poder ajudar o dependente químico. Vale a pena fazer!

Conheça os cursos sobre a Dependência de Cocaína, Crack, Álcool e Maconha!
COMECE AGORA!

Dependência de Maconha: como lidar?Dependência de Maconha: como lidar?

O curso “Dependência de Maconha: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos ou a quem esteja interessado em expandir seus conhecimentos e aprender informações atuais e práticas sobre a dependência de maconha. Mais informações >>

Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco: sossobriedade@gmail.com

Share