O sucesso no processo de desintoxicação de cocaína e a continuidade do tratamento, depende de alguns fatores fundamentais. Conheça 5 dicas para o sucesso em desintoxicação da cocaína!

Entrar em um programa de tratamento é um grande passo e que deve ser elogiado, pois é a fase mais difícil do tratamento da dependência de cocaína.

Para tirar o máximo proveito de um programa de desintoxicação de cocaína, os pacientes podem manter-se ativo na sua própria recuperação e melhorar suas chances de sucesso de abstinência a longo prazo.

A fase da desintoxicação é de grande importância, pois é a fase que surgem os sintomas de abstinência. Veja:

Aqui estão algumas dicas para o paciente ter sucesso na desintoxicação da cocaína:

1 – Siga as ordens dos médicos

Os profissionais médicos que estão de plantão nas unidades de desintoxicação de cocaína estão lá para ajudar, e não mal, o indivíduo, embora isto possa ser difícil de acreditar quando questões como paranóia, irritabilidade ou estão em jogo durante a recuperação precoce. Evitar o desejo de discutir e brigar com aqueles que estão lá para ajudar. Em vez disso, siga as ordens do médico para a letra de forma mais rápida e efetivamente passar por desintoxicação de cocaína.

2 – Saiba o que esperar

Se puder, faça uma pequena pesquisa antes de entrar em cocaína desintoxicação e ficar a conhecer o que você pode esperar em termosPais_e_filhos de sintomas de abstinência e tratamentos disponíveis. Se você tiver alguma dúvida, converse com sua equipe médica e obter as informações que você precisa para se certificar de que as melhores escolhas possíveis estão sendo feitos para a sua saúde.

3 – Escolha do processos de desintoxicação e tratamento

Depois de reconhecer que o vício em cocaína é um problema que requer tratamento da dependência, não espere para começar. O tratamento precoce pode ajudar a limitar o número de questões que exigem abordar durante a reabilitação e melhorar suas chances de sucesso no longo prazo.

4 – Não desista

Relapse não é aconselhável e pode ser extremamente perigoso, mas se isso acontecer, não deixe de ir ao objetivo do tratamento e recuperação. Da mesma forma, se você tiver um dia ruim ou sentir que as questões em casa ou sentimentos pessoais são simplesmente demasiado grande para que você possa continuar a ficar em tratamento, lembre-se que desistir de tratamento só vai fazer essas outras questões muito pior. Em vez disso, ficar com ela e sempre dar-lhe mais um dia.

5 – Sempre peça ajuda

Muitas vezes o dependente químico mantém em segredo o desejo de usar novamente, ou mesmo tem pensamentos secretos sobre o uso controlado, acreditando no “pensamento ilusório” do “uso controlado”.  É importante que o dependente químico tenha honestidade consigo mesmo de identificar estes pensamentos enganosos e pedir ajuda para os companheiros de recuperação e para os profissionais envolvidos no processo de recuperação.

 

Busque ajuda!

Muitas vezes, devido ao consumo de droga, o usuário coloca em risco aspectos importantes de sua vida, tais como família, emprego, saúde. Além disso pode não perceber os problemas decorrentes deste uso ou mesmo negá-los. Nesses momentos, não é raro os membros da família apresentarem sentimentos de raiva ou impotência frente ao usuário ou a situação.
Essas ocasiões deveriam se transformar em buscas de ajuda em unidades de saúde, conversas com um profissional e pessoas de referência na sua comunidade, adesão a grupos de ajuda e cursos.

Dependência Química:Como lidar?


Para lidar com um dependente químico, primeiro é preciso conhecer a doença, os sintomas de abstinência, a prevenção de recaídas e as questões psíquicas e emocionais que envolvem a dependência química.

A família é parte importante na recuperação do dependente químico!

 

Busque informações corretas sobre as drogas, pois os filhos deixam de acreditar no que os pais dizem quando percebem que as informações repassadas não correspondem à realidade.
Aqui você encontra alguns cursos completos sobre como lidar com a dependência química, e assim poder ajudar o dependente químico. Vale a pena fazer!

Conheça o curso sobre a Dependência de Cocaína e Crack!

COMECE AGORA!

Curso – Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?

O curso “Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Curso de fácil compreensão. Textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. Mais informações >>

 

 

 

Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco: sossobriedade@gmail.com

 

 

 

Share