O alcoolismo é uma doença crônica, mas com os tratamentos existentes na atualidade o alcoolista pode voltar a ter saúde e recuperar as áreas da sua vida através do tratamento. Saiba mais…

Para tratar uma pessoa do alcoolismo é necessário levar em conta o nível de gravidade da dependência alcoólica, bem como nas outras doenças, que são resultado da doença. Assim, ao escolher o tipo de tratamento mais adequado, deve-se levar em conta as necessidades específicas de cada paciente, as reações aos tipos de tratamento e as orientações por parte da equipe de saúde sobre o tratamento específico.

Os 4 tipos de tratamentos para o alcoolismo mais utilizados são:

1. Internação

O regime de tratamento de internação, normalmente é a primeira procura de quem é alcoólatra ou convive com um. Mas nem sempre a internação é necessária, nem mesmo nos casos mais graves. A internação é apenas uma etapa da recuperação do alcoolismo.

Durante a internação, o dependente de álcool passa por 3 processos, o de desintoxicação do álcool, o de conscientização daalcoolismo manutenção da abstinência e o da reinserção social. Normalmente cada uma destas etapas ocorrem em um período de aproximadamente 3 meses.

2. Terapia em grupo e grupos de ajuda mútua

Esta modalidade de tratamento consiste nos grupos de apoio e de ajuda mútua, como os Alcoólicos Anônimos – AA, que são os mais conhecidos, mas há outros grupos.

Veja:

A diferença entre terapia em grupo de autoajuda é que na terapia há um moderador ou supervisor de grupo, normalmente um terapeuta, psicólogo, psiquiatra ou outro tipo de profissional. Já os grupos de ajuda mútua são pessoas que enfrentam o alcoolismo juntas, ou seja, uma ajudando a outra. Um dos fatores de sucesso na recuperação mais importantes nestes grupos é que, os mais experientes e mais tempo limpo ajudam os que estão no começo do tratamento.

3. Terapia individual

A terapia individual é mais uma opção muito importante no tratamento do alcoolismo, pois ajuda o alcoolista a identificar pontos importantes que o levam a beber, bem como identificar osos fatores de proteção a fim de desenvolver estratégias de ação para evitar uma recaída futura.

Através da terapia individual também são tratadas doenças que possam estar relacionadas ao alcoolismo, como a depressão.

4. Medicamentos

O tratamento medicamentoso é usado como um complemento no tratamento do alcoolismo, principalmente na fase de desintoxicação, a fim de aliviar os sintomas de abstinência.

 

Busque ajuda!

Muitas vezes, devido ao consumo do álcool, o usuário coloca em risco aspectos importantes de sua vida, tais como família, emprego, saúde. Além disso pode não perceber os problemas decorrentes deste uso ou mesmo negá-los. Nesses momentos, não é raro os membros da família apresentarem sentimentos de raiva ou impotência frente ao usuário ou a situação.
Essas ocasiões deveriam se transformar em buscas de ajuda em unidades de saúde, conversas com um profissional e pessoas de referência na sua comunidade, adesão a grupos de ajuda e cursos.

Dependência do Álcool:Como lidar?


Para lidar com um dependente do álcool, primeiro é preciso conhecer a doença, os sintomas de abstinência, a prevenção de recaídas e as questões psíquicas e emocionais que envolvem a dependência química.

A família é parte importante na recuperação do dependente químico!

 


Busque informações corretas sobre a dependência do álcool e o tratamento correto, bem como a melhor maneira de lidar com o problema.
Aqui você encontra alguns cursos completos sobre como lidar com a dependência do álcool, e assim poder ajudar a pessoa que sofre com este problema. Vale a pena fazer!

 

Curso Dependência de Álcool: como lidar?Curso Dependência de Álcool: como lidar?

É direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Desenvolvido com linguagem rápida e de fácil compreensão. Leituras de textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. Mais informações >>

Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco: sossobriedade@gmail.com

Share