Tanto o álcool quanto outras drogas podem gerar sérios danos e prejuízos no trabalho, como baixa produtividade, acidentes de trabalho, entre outros, segundo as estatísticas da Organização Mundial do Trabalho (OIT) . Saiba mais…


Sintomas de recaída da dependência química – Vergonha e culpa
Danos e prejuízos causados pelo uso de álcool e outras drogas no trabalho!

Estatísticas da Organização Mundial do Trabalho (OIT) apontam o Brasil entre os cinco primeiros do mundo em número de acidentes no trabalho. São em média 500 mil por ano e quatro mil deles resultam em morte. Os setores mais afetados são: construção civil, indústrias metal-mecânica, eletro-eletrônica, moveleiras e madeireiras.
 
Segundo cálculos do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID), o Brasil perde por ano US$ 19 bilhões por absenteísmo, acidentes e enfermidades causadas pelo uso do álcool e outras drogas.
 
Dados levantados pela OIT indicam que de 20% a 25% dos acidentes de trabalho no mundo envolvem pessoas intoxicadas que se machucam a si mesmas e a outros.
 
Sinais comuns e frequentes em pessoas envolvidas com álcool e outras drogas, de todas as idades, classes econômicas e esferas sociais:
 
  • Queda de produtividade
  • Acidentes de trabalho
  • Faltas frequentes
  • Relações familiares e sociais com problemas
 
No ambiente de trabalho, o uso indevido de álcool e outras drogas:
 
  • Afeta até 15% dos empregados
  • Aumenta em 5 vezes as chances de acidentes de trabalho
  • É responsável por 50% do absenteísmo e licenças médicas
  • Aumenta os custos com rotatividade dos funcionários

 

Busque ajuda!

 
Muitas vezes, devido ao consumo do álcool e/ou droga, o usuário coloca em risco aspectos importantes de sua vida, tais como família, emprego, saúde. Além disso pode não perceber os problemas decorrentes deste uso ou mesmo negá-los. Nesses momentos, não é raro os membros da família apresentarem sentimentos de raiva ou impotência frente ao usuário ou a situação. 
 
Essas ocasiões deveriam se transformar em buscas de ajuda em unidades de saúde, conversas com um profissional e pessoas de referência na sua comunidade, adesão a grupos de ajuda e cursos.

Dependência Química:Como lidar?


Para lidar com um dependente químico, primeiro é preciso conhecer a doença, os sintomas de abstinência, a prevenção de recaídas e as questões psíquicas e emocionais que envolvem a dependência química.

 
A família é parte importante na recuperação do dependente químico!

 


Busque informações corretas sobre as drogas, pois os filhos deixam de acreditar no que os pais dizem quando percebem que as informações repassadas não correspondem à realidade.
 
Aqui você encontra alguns cursos completos sobre como lidar com a dependência química, e assim poder ajudar o dependente químico. Vale a pena fazer!
 
Conheça os cursos sobre a Dependência de Cocaína, Crack, Álcool e Maconha!
COMECE AGORA!
 
Curso – Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?

O curso “Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Curso de fácil compreensão. Textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. 
Mais informações >>



Curso Dependência de Álcool: como lidar?Curso Dependência de Álcool: como lidar?

É direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Desenvolvido com linguagem rápida e de fácil compreensão. Leituras de textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. 


Dependência de Maconha: como lidar?Dependência de Maconha: como lidar?
O curso “Dependência de Maconha: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos ou a quem esteja interessado em expandir seus conhecimentos e aprender informações atuais e práticas sobre a dependência de maconha. 

 

Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco:
sossobriedade@gmail.com


 

Share