Quais são os reflexos da dependência química de álcool e/ou drogas no ambiente de trabalho? Saiba mais sobre as consequências da dependência química no ambiente de trabalho!


A dependência química no ambiente de trabalho!

Este conteúdo possibilitará que empresários preocupados com a saúde de seus funcionários possam, enfim, colaborar de maneira efetiva no combate á “DEPENDÊNCIA QUÍMICA”. Além disso, promete atingir familiares e amigos de funcionários, pois o ambiente de trabalho é propício para o desenvolvimento e disseminação de práticas preventivas ao uso de drogas.
 
É no trabalho que o dependente químico passa a maior parte do dia, sendo assim nada mais justo que o auxílio parta também do empresário, visando a melhoria da qualidade de vida de seu empregado, bem como a garantia de maior sucesso com seu negócio.
 
Não é mais novidade para ninguém que a “DEPENDÊNCIA QUÍMICA” (termo genérico para o uso patológico de álcool e outras drogas), constitui hoje, um dos mais sérios problemas de ordem BIOPSICOSSOCIAL da humanidade.
 
Também já é notória que á “DEPENDÊNCIA QUÍMICA” não é apenas uma particularidade das classes mais baixas da sociedade, atingindo também e com grande incidência nas classes mais privilegiadas.
 
Estima-se hoje que 20% ou mais de uma população é portadora da “DEPENDÊNCIA QUÍMICA e o mais impressionante são os dados revelados pela ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE:
 
  • 70 % das pessoas que fazem uso abusivo de bebidas alcoólicas e,
  • 63 % das pessoas que fazem uso de drogas ESTÃO EMPREGADAS.
 
Tais números apresentados acima justificam as infinidades de problemas que as empresas vêm enfrentando com seus funcionários que fazem parte de um grupo de pessoas doentes que necessitam de ajuda na PREVENÇÃO, CONTROLE e TRATAMENTO da DEPENDÊNCIA QUÍMICA.
 
Abaixo apontamos alguns fatores bastantes negativos relacionados aos empregados que fazem uso de bebidas alcoólica e/ou drogas:
 
· Risco de Acidentes de Trabalho: 5 Vezes mais;
· Risco com acidentes de carro ou doméstico – 9 Vezes mais;
· Chances de provocar acidentes de trabalhos envolvendo colegas – 3,6 Vezes mais
· Atrasos – 3 Vezes mais;
· Faltas – 3,5 Vezes mais;
· Assistência Médica – 3 Vezes mais;
· Demissões – 2,2 Vezes mais.
 
FONTE FISP – AMA/USA
 

DEMAIS PROBLEMAS RELACIONADOS À DEPENDÊNCIA QUÍMICA NO AMBIENTE DE TRABALHO

 
· Baixa Qualidade de Trabalho;
· Perda de Produtividade
· Baixa motivação do empregado;
· Perca de Materiais;
· Danos em Equipamentos;
· Atrasos;
· Saídas em meio ao expediente;
· Perdas de funcionários especializados;
· Faltas justificadas e injustificadas;
· Acidentes de Trabalhos;
· Acidentes de Trabalho inclusive com morte do funcionário;
· Acidentes de trânsito no exercer das funções;
· Afastamento médico do funcionário por problemas de saúde causados pelo uso de álcool e/ou drogas;
· Recepcionar mal á clientes denigrindo assim a imagem da empresa;
· Problemas de Relacionamento com Colegas / Chefias / Fornecedores / Clientes;
· Risco para a empresa de processos judiciais e indenizatórios;
· Em alguns casos o funcionário rouba a empresa afim de ter dinheiro para comprar a substância que é dependente.
 
OBS: Quanto mais os empregadores desconhecerem o problema da dependência química, ou souberem meias verdades e irem para o lado do preconceito, quanto mais à empresa e seus administradores fecharem seus olhos para os trabalhadores, portadores desta doença, a droga irá ganhando terreno e o empresário continuará a desperdiçar dinheiro, tempo e recursos humanos deste país.
Nós podemos ajudar!
 
Entre em contato conosco para palestras e programas de reabilitação nas empresas clicando aqui!
Contato para Palestras!
Muitas vezes, devido ao consumo do álcool e/ou droga, o usuário coloca em risco aspectos importantes de sua vida, tais como família, emprego, saúde. Além disso pode não perceber os problemas decorrentes deste uso ou mesmo negá-los. Nesses momentos, não é raro os membros da família apresentarem sentimentos de raiva ou impotência frente ao usuário ou a situação. 
 
Essas ocasiões deveriam se transformar em buscas de ajuda em unidades de saúde, conversas com um profissional e pessoas de referência na sua comunidade, adesão a grupos de ajuda e cursos.

Dependência Química:Como lidar?


Para lidar com um dependente químico, primeiro é preciso conhecer a doença, os sintomas de abstinência, a prevenção de recaídas e as questões psíquicas e emocionais que envolvem a dependência química.

Aqui você encontra alguns cursos completos sobre como lidar com a dependência química, e assim poder ajudar o dependente químico. Vale a pena fazer!
 
Conheça os cursos sobre a Dependência de Cocaína, Crack, Álcool e Maconha!
COMECE AGORA!
 
Curso – Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?

O curso “Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Curso de fácil compreensão. Textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. 
 

Curso Dependência de Álcool: como lidar?Curso Dependência de Álcool: como lidar?

É direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Desenvolvido com linguagem rápida e de fácil compreensão. Leituras de textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. 


Dependência de Maconha: como lidar?Dependência de Maconha: como lidar?
O curso “Dependência de Maconha: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos ou a quem esteja interessado em expandir seus conhecimentos e aprender informações atuais e práticas sobre a dependência de maconha. 

 

Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco:
sossobriedade@gmail.com



Fonte: http://alcooledrogas.no.comunidades.net/index.php?pagina=1925944953


 

Share