Para lidar com o problema de álcool e drogas, é importante que, primeiramente a família assuma que ele existe. Saiba mais..

É importante assumir que o problema de álcool e drogas existe!

A sinceridade perante os familiares é o melhor caminho. Para a família se fortalecer e poder ajudar algum membro com o problema de álcool e/ou drogas, seja uso, seja abuso ou dependência química, é importante que a própria pessoa assuma que tem o problema com o uso e que precisa de ajuda.
Mas nem sempre isso acontece!
 
Existem casos em que o dependente químico não aceita se tratar. Quando isso ocorre, a família deve buscar ajuda para si em centros especializados ou em grupos da comunidade. Essa atitude fica como exemplo para o usuário, como prova de que ele não está só, que a família está com ele e irá incentivá-lo a buscar ajuda também.
 
Para a família que pretende buscar ajuda para si, existem grupos de apoio como:
 
 
Para o dependente químico que acredita não estar preparado para um tratamento sob regime de internação, recomendamos os grupos de apoio aos dependentes químicos:
 
Grupo de apoio para dependentes de drogas:
 
 
Grupo de apoio para dependentes de álcool:
 
 

Não se envergonhe: toda família tem seus problemas!

 
Muitas vezes, a família se sente mal por ter uma pessoa com problemas pelo uso de drogas. Sentimentos como vergonha, mágoa, culpa e raiva podem impedir de buscar ajuda para si e para o dependente.
 
Há também o medo do julgamento pela comunidade, de ficar “mal-vista”. Mas é preciso coragem e força para buscar auxílio. Esse problema não pode ser resolvido “trancando-se” dentro de casa. Sempre há possibilidade de ajuda e tratamento.
 

Busque ajuda!

Muitas vezes, devido ao consumo do álcool e/ou droga, o usuário coloca em risco aspectos importantes de sua vida, tais como família, emprego, saúde. Além disso pode não perceber os problemas decorrentes deste uso ou mesmo negá-los. Nesses momentos, não é raro os membros da família apresentarem sentimentos de raiva ou impotência frente ao usuário ou a situação.

Essas ocasiões deveriam se transformar em buscas de ajuda em unidades de saúde, conversas com um profissional e pessoas de referência na sua comunidade, adesão a grupos de ajuda e cursos.

Dependência Química:Como lidar?

Para lidar com um dependente químico, primeiro é preciso conhecer a doença, os sintomas de abstinência, a prevenção de recaídas e as questões psíquicas e emocionais que envolvem a dependência química.

A família é parte importante na recuperação do dependente químico e é a mais indicada para auxiliá-lo. Graças compreensão e a criatividade baseada na afetividade, ele mesmo poderá encontrar uma saída para a enrascada na qual se meteu, muitas vezes sem querer ou sem saber por quê!

Busque informações corretas sobre as drogas, pois os filhos deixam de acreditar no que os pais dizem quando percebem que as informações repassadas não correspondem à realidade.

Aqui você encontra alguns cursos completos sobre como lidar com a dependência química, e assim poder ajudar o dependente químico. Vale a pena fazer!

Conheça os cursos sobre a Dependência de Cocaína, Crack, Álcool e Maconha!

COMECE AGORA!

Curso – Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?
O curso “Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Curso de fácil compreensão. Textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. Mais informações >>

 

Curso Dependência de Álcool: como lidar?Curso Dependência de Álcool: como lidar?

É direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Desenvolvido com linguagem rápida e de fácil compreensão. Leituras de textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. Mais informações >>

Dependência de Maconha: como lidar?Dependência de Maconha: como lidar?

O curso “Dependência de Maconha: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos ou a quem esteja interessado em expandir seus conhecimentos e aprender informações atuais e práticas sobre a dependência de maconha. Mais informações >>

 

Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco: sossobriedade@gmail.com

Share