O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) atinge principalmente as crianças e deve ser tratado o quanto antes. Saiba mais sobre o tratamento do TDAH!


        

Tratamento para o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH


O que é TDAH?


Tratamento para o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAHO transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é um problema de desatenção, hiperatividade, impulsividade ou uma combinação destesPara que esses problemas recebam um diagnóstico de TDAH, eles devem se apresentar fora de um limite normal para a idade e o desenvolvimento da criança.

Para saber mais sobre o que é TDAH e como identificar se uma pessoa sofre deste transtorno recomendamos os artigos:


No tratamento para TDAHTranstorno do Déficit e Hiperatividade, um dos fatores mais importantes é o re-treinamento comportamental e cognitivo de forma que a pessoa possa manter o foco nas tarefas diárias e não mais se perder em atividades desnecessárias.

Para isso a psicoterapia avaliará e orientará nos seguintes aspectos:

Tempo


Para evitar a sensação de que o tempo escorre entre os dedos, procure determinar o tempo em que deseja fazer determinada tarefa. Inicialmente você pode ter alguma dificuldade de encaixar a tarefa dentro do tempo que estipulou, mas gradativamente você irá aprender a ajustar esse tempo.

Fique atento para não desperdiçar seu tempo com conversas que não são produtivas, quando tiver algo importante a fazer. Aprenda a terminar conversas com outras pessoas que o fazem perder tempo.

A falta de praticidade faz a gente perder tempo, por isso procure ser prático nas suas atividades; avalie o que realmente é importante e atenha-se a isso.

Seja objetivo nas suas conversas. Diga sinceramente o que deseja, quanto, por que, e para quê.

Se você é do tipo que fala muito, procure resumir seu discurso; evite detalhes desnecessários.

Mantenha o hábito de escrever as coisas para não se perder. Priorize as coisas a serem feitas.

Procrastinação/ Desistência


Evite deixar para depois; faça o que tiver que fazer no exato momento em que lembrar, ou anote para fazer depois. Você perde apenas um instante e se livra da preocupação e da ansiedade que gera quando algo está pendente (seu inconsciente fica cobrando algo que você já não lembra).

Resista à tentação de sair da programação, desviar a atenção. Procure se auto-instruir dizendo-se: “Isso é muito interessante, mas no momento meu objetivo é outro e vou ater-me a ele”.

Persista no seu objetivo seja ele qual for. Não desista; procure identificar sua tendência a desistir e se obrigue a persistir no que começou a fazer. Isso irá ajudá-lo a lidar com a frustração e trará a satisfação interna de saber que você é capaz de prosseguir embora a atividade não seja tão gratificante.

Resista à tentação de pular etapas. Lembre-se que pular etapa para acelerar o processo pode, na maioria das vezes, fazer você perder muito mais tempo depois. 

É melhor ir devagar e sempre.


Não pense quando o despertador tocar. Pule imediatamente da cama e vá tomar um banho. Se você pensar um segundo que seja, não levantará.

Estratégia Para Evitar o Esquecimento


Desenvolva estratégias para lembrar das coisas: programe o celular para lembrá-lo de tudo o que tiver que fazer; associe a medicação (ou qualquer outra coisa que deseja fazer) com almoço, o jantar, o escovar os dentes, etc.

Coloque lembretes em lugares visíveis para lembrá-lo do que tem a fazer. Se os lembretes começarem a “fazer parte” do local onde foi colocar, arranje outra estratégia; algo que seja impossível de passar despercebido.

Desenvolva o hábito de, ao abrir ou fechar qualquer porta, perguntar-se: “para onde vou e o que tenho que levar?”.

Armazene pequenas quantidades de informações por vez: nunca se dê mais de três ordens de uma vez.

Tente se reforçar (elogiar-se) a cada vez que você conseguir lembrar de algo que costuma esquecer-se com freqüência

Tenha uma agenda e use-a todos os dias. Isso é obrigatório para você.


Estudo e trabalho


Tratamento para o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAHProcure ter um lugar específico para o seu estudo ou trabalho. Neste local procure ter tudo o que precisa (canetas, lápis, lapiseiras, grafites, borracha, régua, computador, disquetes). O TDAH demora a se concentrar e se dispersa com facilidade. Quando está começando a se concentrar, e precisa buscar algo, acaba se desconcentrando e leva um enorme tempo para entrar em hiperfoco novamente ( e o tempo está passando!…).

Procure estudar escrevendo; anote, sublinhe, escreva palavras ou mini-resumos da página lida; esquematize; faça associações.

Evite olhar para o tamanho do livro a ser lido. Pense em capítulos e não no livro todo. Decida antes de iniciar o trabalho quando será o intervalo e de quanto tempo.

Tenha uma gaveta ou uma caixa para colocar todos os documentos, cartas recebidas e contas pagas. Reserve um determinado dia da semana ou o mês para arquivar tudo.

Impulso


Tente controlar a impaciência, converse com você mesmo orientando-se para ser mais calmo.

Faça um esforço para prestar atenção à fala do outro, sem interrompê-lo.

Quando se sentir provocado, não reaja agressivamente. Conte mentalmente até 10 e esclareça com o outro que ele quis dizer realmente. Você pode ter interpretado mal o que o outro quis dizer.

Quando lhe “fecharem” no trânsito, evite reagir agressivamente; dê passagem. Mesmo que o outro não agradeça, você se sentirá bem com você mesmo.

Quando alguém lhe agredir verbalmente, mantenha a calma, conte até 10 e pense numa maneira de responder de forma habilidosa, mas sem agressividade. Lembre-se: não importa que o outro dite o seu comportamento.

Quando pensar em comprar alguma coisa, deixe para a semana que vem, ou dê uma volta antes de finalizar a compra.

Concentração


Lembre-se de que precisa de mais tempo do que as outras pessoas para entrar na leitura ou estudo. Dê-se o tempo que for necessário; persista nesse objetivo.

Procure ouvir uma música orquestrada, prestando atenção a um instrumento por vez.

Aprenda a ficar autoconsciente sempre que se lembrar disto.

Dirija sua atenção intencionalmente para qualquer coisa que quiser

Treinando os passos para prestar mais atenção


1- Identificar o problema – “O que eu devo fazer?”
2- Focar a atenção – “Te liga” “Cabeça aqui” “Concentre-se”
3- Escolher uma resposta – “Qual a melhor forma de fazer isso?”
4- Verificar a resposta – “Escolhi corretamente?”
5- Em caso positivo, elogiar-se – “Bom trabalho” (ou em caso negativo – “Tenho que pensar melhor da próxima vez”

Auto instrução


Dizer para si mesmo em voz alta o que está fazendo porque: Geralmente lembramos: 10% do que lemos; 20% do que ouvimos; 30% do que vemos; 50% do que vemos e ouvimos; 70% do que dizemos quando falamos; e 90% do que dizemos quando fazemos algo.

Orientações gerais:


Assuma que tem TDAH para as pessoas próximas

Recarregue a bateria! Quem tem TDAH cansa-se com mais facilidade, tire férias, descanse no final de semana, etc.

Procure o companheiro ideal. As características desfavoráveis são: Pessoas muito criticas e exigentes, pessoas muito submissas, pessoas muito detalhistas, “certinhas” e pouco flexíveis ao pensar.

Estabeleça prioridades quem tem TDAH coloca tudo no mesmo nível de gravidade e se aborrece igualmente por coisas distintas. Deixe para se preocupar com o que é realmente importante.

O importante é que você não fique frustrado ao perceber que não consegue seguir estas orientações sozinho. Ninguém espera que você consiga sozinho, sem apoio de um psicologo, re-treinar sua mente e comportamentos. O psicologo cognitivo comportamental é o profissional capacitado a lhe oferecer as técnicas próprias para o TDAH. Agende uma consulta conosco.

Se você tem um filho ou convive com alguma criança com estes sintomas segue baixo um curso completo que vai ajudar você a lidar com o TDAH. 

O TDAH não tratado pode causar sérios prejuízos no futuro, então, comece agora a mudar o futuro de quem você ama!

Curso – Como lidar com Crianças Hiperativas


Um curso completo e dinânimo!


Conteúdo do curso

Como Lidar com Crianças Hiperativas!üApresentação

Unidade 1: Desenvolvimento Humano

üO Desenvolvimento Humano
üPiaget:A Teoria do Desenvolvimento Cognitivo
üVigotski: A Teoria do Desenvolvimento Interacionista
üFreud: A teoria do desenvolvimento psicossexual

Unidade 2: Distúrbios do Desenvolvimento e da Aprendizagem

üOs Distúrbios que Afetam o Desenvolvimento
üPsicologia da Aprendizagem
üFernández: Modalidades de Aprendizagem
üPaín: Dificuldades de Aprendizagem

Unidade 3: Hiperatividade

üTDAH
üDiagnóstico de TDAH
üTratamentos para TDAH
üTDAH em Crianças

Unidade 4: Propostas de Atuação com Crianças Hiperativas

A família, a Escola e a Aprendizagem.

Como lidar com a criança portadora de TDAH na escola

A família e o TDAH

Estudo de Caso: A Triangulação Familiar e a Aprendizagem

Informações

*Duração: 16 Horas
*Tempo de Acesso: 30 dias corridos após a matrícula

Vantagens do curso


üFácil acesso, podendo ser realizado a qualquer hora e lugar.
üFerramentas interativas e suporte online.
üBiblioteca Virtual contendo indicações de sites, livros, entre outros materiais para pesquisa.
üDicas e atividades propostas pelo Autor.
üCertificado de Conclusão.
Autor

Renata Munhoz

Bacharelado e Licenciatura Plena em Psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie; 
Especialista em Cinesiologia Psicológica pelo Instituto Sedes Sapientiae;
Pós-graduada em Psicopedagogia pelo Centro Universitário FIEO;
Autora de diversos cursos e obras, tais como: “Adolescência é só Problema”, “Inteligência, Subjetividade e Aprendizagem Escolar”, “O professor político”, e outros.
Atua também como Psicóloga em Consultório próprio na cidade de São Paulo/SP

Requisitos

– Internet Explorer 9.0 ou Mozila firefox 5.0
– Flash Player 10 ou superior
– Banda 128 kbps (mínima)
– Pentium 4 – 2.0 GHz (GigaHertz)
– Memória 512MB

Aprenda como lidar com Crianças Hiperativas!






Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco:

sossobriedade@gmail.com



Siga a nossa página!

Gostou? Então compartilhe!

Tweet



Recomendamos que leia também



Fonte: http://www.einstein.br/einstein-saude/em-dia-com-a-saude/Paginas/deficit-de-atencao-tem-tratamento.aspx

Share