Os pequenos têm energia demais e como evitar que eles sejam medicados sem necessidade? Saiba como lidar com crianças hiperativas!


Como Lidar com Crianças Hiperativas!A situação é mais comum do que se imagina. Certo dia, a professora de seu filho diz que precisa falar sobre o comportamento dele. No encontro, você é informada de que ele anda muito agitado, atrapalha o rendimento da turma e que talvez seja necessário procurar ajuda de um psicólogo. “Virou moda atribuir o fracasso na sala de aula ou o mau comportamento dos estudantes a problemas de saúde”, afirmam a professora Cecília Collares e a pediatra Maria Aparecida Affonso Moysés, ambas da Universidade Estadual de Campinas. “Antes, as crianças eram desnutridas ou tinham distúrbios neurológicos. Hoje, são hiperativas, têm transtorno de déficit de atenção TDAH e outras enfermidades”, comparam as pesquisadoras.

O resultado desses diagnósticos apressados é que milhares de alunos – alguns antes dos 5 anos! – estão tomando remédios para tratar suas dificuldades de aprendizagem.

Isso não resolve! O resultado a longo prazo é uma dependência química por medicamentos e uma série de transtornos psíquicos.

Remédios tratam de sintomas e não de causas!

Na maioria dos casos, eles só precisam mesmo é de mais atenção e de atividades que canalizem toda essa energia para coisas positivas e saudáveis.
üE como fazer isso da melhor maneira possível?
üComo canalizar toda essa energia que está sobrando para coisas positivas e saudáveis?
üComo lidar com as situações de maneira que estas crianças não sofram transtornos futuros?
O Curso “Como lidar com Crianças Hiperativas” vem para responder estas perguntas e oferecer uma abordagem prática das principais características para pais, educadores, psicólogos e pedagogos.

O auxílio na orientação destas crianças das futuras gerações é fundamental para contribuir na evolução social nos aspectos educacionais, familiares e espirituais.

Curso – Como lidar com Crianças Hiperativas


Um curso completo e dinânimo!


Conteúdo do curso

Como Lidar com Crianças Hiperativas!üApresentação

Unidade 1: Desenvolvimento Humano

üO Desenvolvimento Humano
üPiaget:A Teoria do Desenvolvimento Cognitivo
üVigotski: A Teoria do Desenvolvimento Interacionista
üFreud: A teoria do desenvolvimento psicossexual

Unidade 2: Distúrbios do Desenvolvimento e da Aprendizagem

üOs Distúrbios que Afetam o Desenvolvimento
üPsicologia da Aprendizagem
üFernández: Modalidades de Aprendizagem
üPaín: Dificuldades de Aprendizagem

Unidade 3: Hiperatividade

üTDAH
üDiagnóstico de TDAH
üTratamentos para TDAH
üTDAH em Crianças

Unidade 4: Propostas de Atuação com Crianças Hiperativas

A família, a Escola e a Aprendizagem.

Como lidar com a criança portadora de TDAH na escola

A família e o TDAH

Estudo de Caso: A Triangulação Familiar e a Aprendizagem

Informações

*Duração: 16 Horas
*Tempo de Acesso: 30 dias corridos após a matrícula

Vantagens do curso


üFácil acesso, podendo ser realizado a qualquer hora e lugar.
üFerramentas interativas e suporte online.
üBiblioteca Virtual contendo indicações de sites, livros, entre outros materiais para pesquisa.
üDicas e atividades propostas pelo Autor.
üCertificado de Conclusão.
Autor

Renata Munhoz

Bacharelado e Licenciatura Plena em Psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie;
Especialista em Cinesiologia Psicológica pelo Instituto Sedes Sapientiae;
Pós-graduada em Psicopedagogia pelo Centro Universitário FIEO;
Autora de diversos cursos e obras, tais como: “Adolescência é só Problema”, “Inteligência, Subjetividade e Aprendizagem Escolar”, “O professor político”, e outros.
Atua também como Psicóloga em Consultório próprio na cidade de São Paulo/SP

Requisitos

– Internet Explorer 9.0 ou Mozila firefox 5.0
– Flash Player 10 ou superior
– Banda 128 kbps (mínima)
– Pentium 4 – 2.0 GHz (GigaHertz)
– Memória 512MB

Aprenda como lidar com Crianças Hiperativas!






Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco:

sossobriedade@gmail.com



Siga a nossa página!

Gostou? Então compartilhe!

Tweet

Recomendamos que leia também



Fonte: http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/materias_295427.shtml

Share