A síndrome, ou transtorno do pânico, é uma enfermidade que se caracteriza por crises inesperadas de medo e desespero. Este transtorno pode estar associado ao alcoolismo, uso de drogas, ansiedade e depressão e se não tratado adequadamente pode interferir drasticamente na nossa vida, como no trabalho, na família, na vida social, na sexualidade, entre outras áreas. Saiba mais sobre a síndrome do pânico, suas causa, sintomas e tratamentos!


psicologia


O que é a Síndrome do Pânico


A síndrome do pânico é um tipo de transtorno de ansiedade no qual ocorrem ataques repetidos de medo intenso de que algo ruim aconteça de forma inesperada. A pessoas tem a impressão de que vai morrer naquele momento de um ataque cardíaco, porque o coração dispara, sente falta de ar e tem sudorese abundante.

Causas

As causas podem ser por diversos fatores, ora pode ser por fatores genéticos, ora pelo histórico e experiências vividas. Não se sabe ao certo a causa, até por que não existe uma única causa, mas uma série de fatores determinantes envolvidos que compõem o quadro patológico.

Sintomas da síndrome do pânico

Os ataques de pânico começam de repente, e geralmente duram entre 10 a 20 minutos, mas podem durar horas dependendo da situação e do estado emocional e psíquico da pessoa. Muitas vezes estes ataques podem ser confundidos com o ataque cardíaco e a pessoa acha que vai morrer.
Os sintomas mais comuns são:
terapiasDor no peito ou desconforto
Tontura ou desmaio
Medo de morrer
Medo de perder o controle ou de uma tragédia iminente
Sensação de engasgar
Sentimentos de indiferença
Sensação de estar fora da realidade
Náuseas ou mal-estar estomacal
Dormência ou formigamento nas mãos, nos pés ou no rosto
Palpitações, ritmo cardíaco acelerado ou taquicardia
Sensação de falta de ar ou sufocamento
Suor, calafrios ou ondas de calor
Tremores
Muitas pessoas com síndrome do pânico também podem ter problemas com o álcool, uso de drogas e depressão.

Tratamento da Síndrome do Pânico

A primeira atitude a tomar é marcar uma consulta com um médico especialista ou uma terapia com um psicólogo.
O tratamento busca ajudar o paciente a agir normalmente na vida cotidiana. Os tratamentos mais adequados são os que utilizam medicamentos em conjunto com uma terapia cognitivo-comportamental (TCC).
psicologiaA terapia cognitivo-comportamental ajuda a entender os comportamentos e o que fazer para mudá-los, entender as visões distorcidas dos estressores da vida e dar um resignificado aos fatores estressantes, bem como gerenciar o estresse e situações que causam ansiedade e medo.
Outras ações também podem ajudar no tratamento e na recuperação da pessoa, como fazer exercícios físicos, dormir o suficiente, fazer refeições reguçares e evitar a cafeína e alguns remédios para gripe e estimulantes.
Se você tem ataques de pânico evite:
Álcool

Estimulantes, como cafeína e cocaína

Estas substâncias podem desencadear ou piorar os sintomas.

Veja também:



Tortura Psicológica – O que é e como interfere na nossa vida?

Dicas de Saúde – Física, mental, espiritual e emocional

Álcool e drogas – Sintomas observados no dependente químico

Insônia – Causa, Sintomas e Tratamentos

Álcool e drogas – 12 Sintomas que antecedem a recaída

Síndrome do Pânico

Oque é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Fontes:

sindrome do panico

panico

tratamentos do panico

sintomas do panica


Dados do Artigo:

Síndrome do Pânico

Categoria: Psicologia

Terapia

Share