Sintoma de abstinência ou Síndrome de abstinência é o “conjunto de modificações orgânicas que se dão em razão da suspensão brusca do consumo de droga geradora de dependência física e psíquica, como o álcool, a heroína, o ópio, a morfina, etc.” 1 Caracteriza—se em geral por alucinações e crises convulsivas. Saiba mais…





A definição da Wikipédia, a enciclopédia livre explica claramente que os sintomas abstinência são reações orgânicas, causada pela dependência química, no contexto físico e psíquico, e que pode causar sérias perturbações ao organismo dependente, desde alterações comportamentais até sensações físicas.


Os sintomas de abstinência são a evidência mais palpável da presença da dependência. Quase todas as drogas são capazes de desencadear sintomas de abstinência. Basicamente existem alguns sintomas que são o sofrimento mental, o sofrimento físico e o mal-estar, mas a intensidade dos sintomas é progressiva. Inicialmente são predominantemente
psíquicos: fissura pela droga, ansiedade, sintomas depressivos (desânimo, lentificação…),irritação, piora da concentração e insônia. Na medida em que a dependência aumenta, aumenta também a magnitude dos sintomas. Entre os sedativos podem surgir sintomas físicos, tais como tremor, suor difuso, palpitações cardíacas, aumento da temperatura do corpo, náuseas e vômitos, podendo chagar até a quadros de confusão mental (delirium).

A Síndrome pode se dividir em: SAA – Síndrome de Abstinência Aguda e a SAD – Síndrome de Abstinência Demorada. A primeira pode ocorrer na ausência do composto viciante entre 3 a 10 dias do último uso, já a segunda se difere nos sintomas, que podem ser visualizados entre a sobriedade do indivíduo ocorrendo no intervalo de meses ou até anos após o uso.


Alguns sintomas provenientes da SAD são: mente confusa, problemas de coordenação motora, problema de memória, reação emocional exagerada ou apatia e distúrbio do sono ou alteração. A SAD, portanto, é a mais severa e preocupante, pois dela pode resultar danos cerebrais importantes e até mesmo recaídas.


Fontes: 

Veja também:

Share