O amor é subime, manso e sereno
Não é egoísta, nunca se esquece, não tem veneno
É alegria, felicidade, transmite paz
É sem vingança, não tem orgulho, ódio jamais…
 Por Rodrigo Longo
O AMOR

Será que há como explicar?
Talvez, com gestos, sentidos, palavras… não sei
Só sei que o amor invade, preenche, semeia
Perdoa, não magoa, incendeia
O amor é subime, manso e sereno
Não é egoísta, nunca se esquece, não tem veneno
É alegria, felicidade, transmite paz
É sem vingança, não tem orgulho, ódio jamais
Será que um dia entenderemos o que é o amor?
Quem sabe! Pela alegria ou pela dor
Acreditamos compreender que o amor se entende
Talvez sabemos, não é ciência, o amor se sente
Texto: Rodrigo Longo

Share